26 de out de 2010

Tristeza profunda pela morte repentina e prematura

Há horas em nossa vida que somos tomados por uma enorme sensação de inutilidade, de vazio. Questionamos os porquês  e concentramos nossa atenção no lado mais cruel da vida, aquele que é implacável e a todos afeta indistintamente: As perdas do ser humano...
PERDI AQUELE A QUEM EU TANTO AMO: O MEU PAIZINHO QUERIDO!
Quanta dor! Despedaçada por dentro! Somente o Senhor para amenizar tamanha dor!

" Que o amado do Senhor descanse nele em segurança, pois ele o protege o tempo inteiro, e aquele a quem o Senhor ama, descansa nos seus braços! Dt. 13. 12

25 de Outubro - Dia em que o Senhor levou meu Pai para junto D'ele!

24 de out de 2010

Sobre o casamento...

O casamento não é uma instituição humana; foi instituído por Deus, para atender a seus propósitos. O casamento deve ser centralizado em Deus.

Deus não avalia um casamento baseando-se nos ganhos materiais do casal, nem em seu status social, mas sim no crescimento espiritual. O marido e a mulher são responsáveis perante Deus pela maneira que conduzem sua relação a dois. Ele dirige a cada um de nós a seguinte pergunta: "Você sente que está mais semelhante a Jesus hoje por ser casado do que estaria se não o fosse?"

No alicerce do casamento deve estar a consciência da Vontade de Deus.

Se perguntássemos a todas as pessoas casadas: "Por que você se casou?" Essa pergunta teria apenas duas respostas. A mais sincera seria: "Eu me casei porque quis". Vi nessa moça (ou rapaz) alguma coisa que me agradou. Tinha alguns desejos - emocionais, físicos e sociais - muito intensos, e ela (ou ele) parecia a pessoa mais adequada para satisfazê-los. Por isso me casei."

Paulo afirma que essa é a razão porque os gentios se casam. O motivo da união tem origem neles mesmos. O casamento que é baseado em nossa própria vontade é como uma nota falsa. Parece com a verdadeira mas um bom conhecedor vê logo que se trata de uma falsificação...

É por isso que muitos deles acabam falindo. O amor humano se exaure rapidamente. Depois nem o desejo sexual, nem o status social são suficientes para sustentar a relação, e afinal o casal tem que reconhecer que o casamento não vai bem. Alguns terminam em separação; outros vão se agüentando até quando podem. Mas tais casamentos não passam de arremedos do verdadeiro. É que houve ali uma tentativa de se criar, pela vontade do casal, algo que só Deus pode criar.

Porém a melhor resposta seria: "Casei-me porque senti que era essa a vontade de Deus". Isso é um casamento cristão. Um casamento não é cristão apenas pelo fato de ter sido oficializado numa igreja; mas o é porque se originou no coração de Deus. O casal se une para obedecer a vontade de Deus. O casamento cristão começa no momento em que duas pessoas reconhecem que Deus escolheu uma para a outra. Deus une um casal em matrimônio não para satisfazer o desejo do coração deles, mas para realizar o desejo do seu próprio. Só o amor de Deus é capaz de sustentar um bom casamento. E ele nasce quando reconhecemos que
o casamento é da vontade de Deus, que foi Deus que os escolheu um para o outro, e consequentemente casamos em obediência à vontade Dele...Um casamento necessita ser o casamento que Deus deseja!

www.jesuserei.com.br

23 de out de 2010

ADORAÇÃO É...

... cumprir seu propósito. Quando você está louvando a Deus, não está só cumprindo um dever, investindo tempo, fazendo o que se espera de você. Você está entrando em tudo aquilo que ele tem para você. Você está abrindo uma porta por trás da qual encontrará seu propósito e destino para sua vida.

Stomie Omartian.

30 Pensamentos Diários - 3º dia

por Max Lucado

Gradue-se na graça de Deus.

Concentre-se na cruz de Cristo.

Seja fluente na linguagem da redenção.

Demore aos pés da cruz.

Mergulhe no currículo da graça.

22 de out de 2010

O que é felicidade?

Cada pessoa tem sua forma de ver a felicidade! Necessariamente, a felicidade não se resume a bens materiais ou a satisfações emotivas; não podemos conjugá-la, apenas, como a alegria de realizações de nossos desejos, muito menos a nossa resignação em favor dos outros, pois felicidade é também senso de justiça própria.

Felicidade é antes de tudo a relação de amor que mantemos com Deus; mas também a consciência das nossas limitações e a aceitação da nossa condição real.

Ser feliz é poder olhar para dentro de nós mesmos e nos sentir bem com quem nós verdadeiramente somos, é amar os nossos semelhantes com o mesmo amor que gostaríamos de ser amado; é ter discernimento da nossa responsabilidade na construção de um mundo melhor e mais justo para todos; é a certeza de estarmos sempre aptos e encorajados a ajudar aos necessitados; é manter acesa a chama da esperança e da fé diante do niilismo que nos envolve; é se sentir confiante ao expressar uma vida verdadeira e transparente; é gerar nos outros esperança e bem estar; é saber que pode se doar sem pedir nada em troca; é ter segurança diante das adversidades; é irradiar a luz de Deus para que possa dirigir os caminhos daqueles que se encontram perdidos; é antes de tudo, estar debaixo da graça e do amor de Deus.

Fonte: http://www.paralerepensar.com.br

O Desconhecido em nós

No mundo das relações humanas, a base fundamental é conhecer-se e, conhecendo, estabelecer relacionamentos verdadeiros. Muitas vezes, prevalece o medo de entrar em nosso interior e tomar posse do que realmente somos e cremos, sem criar máscaras de proteção, que escondem nossa verdadeira imagem. A busca de conhecimento do outro, passa necessariamente pelo conhecimento de nós mesmos. O desconhecido em nós, faz com que não tenhamos a força suficiente para ir ao encontro do outro, como somos. Tomar posse do meu eu, para possuir o eu do outro.

Anselm Grün, monge escritor alemão afirma: “Quanto mais o medo me leva a evitar um olhar para o meu interior, mais forte torna-se o medo do desconhecido em mim. Jesus fala desse medo do desconhecido quando dirige suas palavras aos doze que escolhera: “Não tenhais medo deles, porque não há nada encoberto que não venha a ser revelado, nem escondido que não venha a ser conhecido.

Dizei à luz do dia o que vos digo na escuridão e proclamai de cima dos telhados o que vos digo ao pé do ouvido””(MT 10,26). Certamente, Jesus estava falando aos seus colaboradores em circunstências bem diferentes à nossa, porém, penso que essas palavras podem ser referidas ao medo que existe em nós.

A capacidade de parar e encarar o positivo e o negativo que existe em nós, muitas vezes é abafada pelo medo de nos surpreender com uma explosão do que realmente somos. O medo é fruto de uma atitude muito pessimista em relação a nós mesmos. Na medida em que revelamos, a nós, o nosso interior e assumimos a realidade pessoal do jeito que ela é, passamos a viver uma liberdade jamais vivida.

Não temos nada a esconder e muito menos a guardar sob sete chaves. A transparência é o espelho da alma que acredita ser o que ela é para conhecer e amar o outro como ele é. Vivemos tão pouco, porque não estabelecer relacionamentos sinceros e verdadeiros sem medo de nós e do outro? Na medida que amo em mim, a riqueza e a pobreza com que Deus me fez, serei capaz de amar a riqueza e a pobreza do outro.

“Para Deus nada fica no escuro. Já o Salmo 139, assim se expressa: “ Se eu disser: As trevas, ao menos, vão me envolver e a luz, à minha volta, se fará noite, nem sequer as trevas são bastante escuras para ti, e a noite é tão clara como o dia, tanto faz a luz como as trevas. Pois tu plasmaste meus rins, tu me tecestes no seio de minha mãe. Graças te dou pela maneira espantosa como fui feito tão maravilhosamente”(Sl 139,11-14). A escuridão não é o lugar do afastamento de Deus, mas de sua especial proximidade. Lá ele fala ao meu coração e ilumina tudo em mim com a luz de seu amor. Ele sabe o que existe dentro de mim. Ele o desvenda para mim. Por isso não preciso mais encobri-lo de mim nem dos outros. Tudo o que há em mim é perpassado pela luz de Jesus. O próprio Jesus desceu para esta escuridão a fim de iluminá-la com sua luz”.(Anselm Gün).

No caminho da realização pessoal, o passo fundamental para ser feliz está no abandono do medo de nós mesmos, para mergulhar no nosso interior conhecendo o mais profundo de nossos sentimentos e emoções, iluminados pela luz de Jesus. Assim seremos capazes de mergulhar no conhecimento dos outros e estabelecer relacionamentos verdadeiros, sem preconceitos ou julgamentos indevidos. Nossa convivência em casa, no trabalho, no lazer, na comunidade será agradavelmente prazerosa, quando amarmos o que conhecemos em nós, para poder amar o que conhecemos no outro.

Dom Anuar Battisti
Arcebispo metropolitano de Maringá

21 de out de 2010

A Vontade Soberana de Deus

Deus não se engana e nunca falha! Mesmo quando as Suas instruções parecem não fazer sentido algum, lembre-se que Ele conhece detalhes das situações que envolvem as nossas vidas que nós desconhecemos.

Por isso, devemos ouvir as suas instruções e confiar Nele. Afinal, Ele sabe exatamente o que deve ser feito e como deve ser feito. Quando a palavra do Senhor veio ao profeta Elias, ele foi ao encontro do rei Acabe e profetizou que nenhuma gota de orvalho cairia sobre a terra até o dia em que ele ordenasse as chuvas no nome de Jeová. Sabemos que a profecia se cumpriu segundo a Palavra de Deus (1Re 17).

Interessante é que, depois disso, Deus disse ao profeta que se escondesse por um longo período. Aos olhos de alguns, isto poderia parecer uma perda de tempo. Um homem com tamanho potencial, sentado à beira de um rio, sendo alimentado por corvos. Parecia um desperdício, não só de tempo, mas de talento e oportunidade. Mas estar em Querite naqueles dias não era um tempo perdido, mas um investimento. Deus estava ensinando o seu servo a confiar e a depender Dele exclusivamente.

O desafio que estava por vir no monte Carmelo e depois da grande vitória seria muito mais difícil. Com tudo aquilo que o Senhor lhe ensinou, houve um momento em que Elias desejou morrer, exatamente, por não compreender o que Deus estava fazendo. Pela primeira vez, ele decidiu agir sem ouvir a instrução clara do Senhor, e acabou deprimido dentro de uma caverna até que o Senhor o despertou e o desafiou a prosseguir (1Re 19)...

Sejamos sensíveis ao comando do Espírito Santo e declaremos com inteireza de coração: “Mas agora, ó Senhor, tu és nosso Pai; nós somos o barro, e tu o nosso oleiro; e todos nós obra das tuas mãos” (Is 64.8).

19 de out de 2010

Mudança de escala de valores

Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes; e Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são, para aniquilar as que são;para que nenhuma carne se glorie perante ele (1 Coríntios 1:27-29).

Como o Evangelho é surpreendente! Ele valoriza os fracos, os excluídos, os marginalizados. Inverte os valores habituais: o dinheiro, o poder, a popularidade, coisas que não têm importância no Reino de Deus. A vinda de Jesus Cristo a este mundo demonstra essa alteração da escala de valores de nossa sociedade. Ele, que é Deus, Se humilhou ao Se fazer homem. Nasceu em uma manjedoura e viveu na pobreza. Morreu em uma cruz para ressuscitar como vencedor da morte. Escolheu a companhia de trabalhadores simples, como Pedro, bem como a de homens ricos, mas desprezados, como Mateus, o cobrador de impostos.

Por que o Senhor Jesus parece preferir os que estão à margem da sociedade, e não os que se consideram superiores aos demais? Na verdade, para Deus não há diferença. Todos os seres humanos estão atolados de culpa. Os que se acham justos não estão isentos dela, mas desprezam a voz acusadora da própria consciência. Por outro lado, os que sofrem por causa de seus pecados são mais propensos a pedir o perdão e a ajuda de Deus. Então o Senhor os acolhe como filhos, e essa adoção lhes confere um senso de valor e de identidade jamais sonhado. O Senhor Jesus os liberta tanto da vergonha secreta como das acusações públicas. Não desanimemos por causa de nossos fracassos e erros. Confessemos tudo a Deus. Ele nos permitirá começar de novo e centrar nossas vidas em Jesus Cristo.
Extraído do devocional:
Entregue o seu caminho ao Senhor; confie nele, e ele agirá: Ele deixará claro como a alvorada que você é justo, e como o sol do meio-dia que você é inocente. Salmos. 37. 5 6.( NVI).

16 de out de 2010

30 Pensamentos Diários - 2º dia

 por Max Lucado

Dois tipos de vozes chamam sua atenção hoje.

As negativas enchem sua mente com dúvida, amargura, e medo.

As positivas dão esperança e força.

Qual delas você escolherá para escutar?

Você tem uma escolha, você sabe.

“Levando cativo todo pensamento à obediência a Cristo.” 2 Coríntios 10:5

14 de out de 2010

Celeiro dos Sonhos

Celeiro dos sonhos
Pra. Ludmila Ferber
http://www.youtube.com/watch?v=U3y9-eTsjDQ
No celeiro dos sonhos entrarei
Junto à fonte da vida, viverei
Fundo vou mergulhar
Nos rios da unção
E alargar minhas tendas
Pra dentro da Tua presença


Eu vou sonhar alto
Eu vou sonhar grande
Eu vou entrar no lugar
Onde os sonhos estão
Os sonhos de Deus
Os planos de Deus
Tudo o que move e comove o Seu coração...

13 de out de 2010

Os propósitos de Deus por trás de seus problemas


Rick Warren.
“ Meus problemas me mudaram para muito melhor – eles me forçaram a aprender com teu livro texto. A verdade de tua boca significa mais para mim do que descobrir uma riquíssima mina de ouro.” Sl 119:71-72 (Trad Livre de Msg)
A vida é uma série de oportunidades para aprendermos a dar soluções a problemas. Os problemas que você enfrenta vão lhe derrotar ou vão lhe desenvolver – dependendo da maneira como você responde a eles.
Infelizmente, a maioria das pessoas falha em perceber como Deus quer usar os problemas para o bem de suas vidas. Reagem de modo tolo, com ressentimentos diante dos problemas, em vez de dar uma parada para refletir sobre os benefícios que os problemas podem trazer.

Aqui estão cinco maneiras como Deus quer usar os problemas em sua vida:
1.      Deus usa problemas para DIRIGIR você –
Algumas vezes Deus toca fogo perto de você para lhe fazer movimentar-se. Geralmente os problemas nos apontam para uma nova direção e nos motivam a mudar. Deus está tentando chamar sua atenção? “Algumas vezes precisamos passar por situações doloridas para mudar nosso pensamento". Pv. 20:30 (Trad Livre de GN)

2. Deus usa problemas para INSPECIONAR você –
As pessoas são como sachês de chá … Se você deseja saber o que há dentro deles, coloque-os na água fervente! Deus já testou sua fé através de um problema? O que os problemas revelam a seu respeito? "Quando você passa por vários tipos de problemas, deve encher-se de alegria, porque você sabe que isso é um teste para sua fé, e isso vai lhe dar paciência." Tg 1:2-3 (Trad Livre de NCV)

3. Deus usa problemas para CORRIGIR você –
Aprendemos algumas lições somente através de sofrimentos e falhas. É como no seu tempo de criança quando seus pais diziam para você não tocar no fogão quente. Mas você aprendeu a obedecer quando se queimou. Algumas vezes nós só aprendemos o valor de alguma coisa – saúde, dinheiro, relacionamentos – quando os perdemos. "Foi a melhor coisa que poderia ter me acontecido, por causa disso aprendi a dar atenção as tuas leis". Sl 119:71-72 (BV)

4. Deus usa problemas para PROTEGER você –
Um problema pode ser uma bênção se serve para protegê-lo de ser machucado por algo mais sério. No ano passado, um amigo meu, foi demitido por ter se recusado a fazer uma coisa antiética que seu chefe pediu para ele fazer. Ficar desempregado foi muito duro para ele, mas isso evitou dele ser preso, um ano depois, quando as falhas de seu chefe foram descobertas. "Vocês planejaram o mal contra mim, mas Deus o tornou em bem…." Gn 50:20 (NVI)

5. Deus usa problemas para APERFEIÇOAR você –
Problemas, quando resolvidos corretamente, são construtores do caráter. Deus está muito mais interessado em seu caráter do que em seu conforto. Seu relacionamento com Deus e seu caráter são as únicas duas coisas que você vai levar para a eternidade.
" Podemos nos alegrar quando estamos envolvidos em problemas… eles nos ajudam a aprender a ser pacientes. E a paciência desenvolve a força do caráter em nós e nos ajuda a confiar mais em Deus todas as vezes que precisamos, até que finalmente nossa esperança e fé estejam prontas e fortalecidas". Rm. 5:3-4 (BV)
Aqui está a questão: Deus está no controle de sua vida – mesmo quando você não reconhece ou compreende. Mas é muito mais fácil e lucrativo quando você coopera com Ele!



12 de out de 2010





DESCE SENHOR, PRECISO DE TI...

FELIZ DIA DAS CRIANÇAS

"Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele". Provérbios 22:6


Se verdadeiramente quisermos que este versículo seja uma realidade na vida de nossos filhos, cabe a nós, pais e mães, em obediência a Palavra de Deus, evangelizar e discipular nossos filhos. Precisamos além de levá-los a Jesus, ensiná-los a crescer na intimidade e comunhão com Deus.Ensinar a criança no caminho em que deve andar é muito mais do que levá-la a igreja domingo após domingo, é muito mais do que ensiná-la a ser religiosa, é muito mais que ensiná-la a orar na hora das refeições, é muito mais que proibí-la de assistir um desenho da Disney, é muito mais que ler a Bíblia só no dia em que dá tempo, é muito mais do que cursá-la em um colégio cristão, é muito mais que delegar a professora da Escola Dominical o que Deus nos delegou como pais.
Ensinar a criança no caminho em que deve andar é viver a vida de Cristo a cada momento de nossa vida, é exalar o bom perfume de Cristo em nossos lares, para que nossos filhos vejam Cristo e o seu amor através de nós.

Ensinar a criança no caminho em que deve andar é levá-la a amar a Jesus de todo o seu coração e sua alma, como nós amamos, é ensiná-la a ter comunhão íntima com Jesus como nós temos, ensiná-la a ter desejo de orar, falar com Deus como nós, é ensiná-la a ter fome da Palavra e se alimentar diariamente como nós nos alimentamos.

Ensinar a criança no caminho em que deve andar é colocar a Palavra de Deus no coração e na alma de nossos filhos, estando sempre a frente dos seus olhos. É ensinar a tempo e fora de tempo, é almoçando na mesa, brincando no chão, tomando banho, fazendo jantar, comendo juntos. Andando no caminho da padaria, da escola, do shopping, da feira, do parque. É ensinando na hora de deitar, na hora de se levantar para a escola (Deuteron.. 11:18 a 21) e quando for velho não se desviará deste caminho, pois as promessas de Deus são verdadeiras, não mudam e não falham.

Sendo assim porque tantos jovens que foram "criados em lares cristãos", estão hoje longe de Deus, desviados para as drogas, alcoolismo, prostituição, marginalidade? Ou mesmo não querendo nada com Deus. Quem falhou ? Deus ou nós os pais?Hoje é o tempo urgente para vivermos essa promessa de Deus em nossos lares, pois como pais desta geração precisamos também com urgência obedecer e viver a Palavra de Deus em Deuteronômio 11 e Salmos 78.

Cláudia Guimarães

30 Pensamentos Diários - 1º dia

 Por Max Lucado.

Da próxima vez que o seu dia começar a desabar, aqui está o que fazer.

Mergulhe na graça de Deus.

Sature seu dia em Seu amor.

Marine sua mente em Sua misericórdia.

Ele quitou suas contas, pagou sua dívida.

“Levando ele mesmo os nossos pecados em seu corpo sobre o madeiro.” 1 Pedro 2:24

Fonte: www.irmaos.com

Não importa o que...

Nem altura, nem profundidade, nem qualquer outra coisa na criação será capaz de nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus, nosso Senhor”. Romanos 8:39.


Não importa o que você  faça, não importa quão longe você caia, não importa quão feio você se torne, Deus tem um amor inflexível, imortal, insondável e inextinguível do qual você não pode ser separado. Nunca!

Max Lucado

11 de out de 2010

Biografia de Ludmila Ferber



Ludmila Ferber começou sua carreira musical no bairro de Botafogo, no Rio de Janeiro, em uma igreja local. Participava do louvor na igreja porém não tinha ambições artísticas. Em dezembro de 1987 casou-se com José Antônio Lino e, em 1992, Ludmila Ferber e seu marido mudaram do Rio de Janeiro para Goiânia. Mais tarde, trocaram Goiânia por Brasília, cidade onde Ludmila Ferber iniciou seu ministério pastoral. Suas filhas se chamam Ana Lídia, Vanessa e Daniela. Apesar de todo seu apogeu, Ludmila sofreu muitos preconceitos por causa de seu vibrato, para muitos não seria uma voz comercial. Entretanto todos esses argumentos se desfizeram quando foi lançado seu primeiro Cd solo o álbum Marcas em (1996) e a partir deste lançamento sua carreira se consolidou ainda mais alcançando prestígio por toda a nação. Ludmila Ferber também já havia participado da gravação de vários outros CD's, como da Comunidade Evangélica de Vila da Penha e também da série Adoração do Ministério Koinonya de Louvor.

Em 2000, 'Ludmila Ferber fundou seu próprio selo, o Kairós Music, que deu origem também ao Ministério Adoração Profética. Atualmente Ludmila Ferber é pastora da Igreja Celular Internacional no Rio de Janeiro, igreja que fundou, e preside, com seu marido desde 1999.

Ludmila Ferber é um dos contraltos mais dramáticos da atualidade, seu domínio nos graves e sua interpretação marcante faz juz a colcação, entretanto para muitos ela é mezzo-soprano, apesar da maioria de suas canções trabalharem na região grave algumas canções mostram sua facilidade em projetar a voz no registro agudo com voz de cabeça como é o caso da música (Os sonhos de Deus) onde ela atinge um belo ré4 o que pode ser apreciado também na música (A tua uncão) do cd O verdadeiro amor, já no cd A esperança vive gravado em 2009 na canção (os sonhos voltaram) Ludmila Ferber atinge um ré2 mostrando seu domínio e habilidade em executar notas graves e por fim na canção (tempo de cura) do cd Adoração Profética 3 ela atinge com voz de cabeça a nota Sol#4 o que poderia habilitar sua classificação como mezzo-soprano. Com base em suas gravações podemos perceber que sua extensão tem cer de 2 oitavas e meia. Entretanto esses dados são relativos já que o canto popular não trabalha de fato toda a extênsão vocal e não exige tanta técnica como nos grandes musicais e concertos operísticos onde o cantor trabalha toda sua extensão podendo ultrapassar a extensão de 4 oitavas e utilizar em uma única peça uma parcela considerável de sua tessitura vocal.
Palavras de Jesus:
No mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, Eu venci o mundo” (Jo 16,33).
Se você não desistir
É pra mim inspiração.
Pra também permanecer
firme e fiel!

9 de out de 2010



Uma linha reta nem sempre é a distância mais curta para um objetivo...
Precisamos aprender a esperar no Senhor, mesmo que pareça que Ele esteja nos levando por um caminho de círculos para chegarmos ao nosso destino almejado e sonhado por Ele!
Ele nunca falha!  Deus é Fiel!Amém!

5 de out de 2010

Descobrindo o seu dom


"O dom do homem alarga-lhe o caminho, e leva-o à presença de grandes homens." – Provérbios 18:16 KJV
Não é o que as pessoas pensam a seu respeito que importa. Opiniões podem mudar. É o que você pensa de si mesmo que vale! Jesus nunca pediu para ninguém acreditar Nele. Ele sabia que a integridade geralmente não é provada, ela é discernida. Se você está tendo dificuldades para encontrar o seu lugar na vida, talvez esta história o ajude...

Sparky não tinha muita coisa a seu favor. No ensino secundário, ele foi reprovado em Latim, Álgebra, Inglês e Física. Formou uma equipe de golfe, mas logo perdeu o jogo mais importante da temporada, e depois perdeu no jogo amistoso. Socialmente, ele era desajeitado. Era mais tímido do que rejeitado. Nunca convidou uma garota para sair no ensino médio. Uma coisa, porém, era importante para Sparky: desenhar. 

Ele tinha orgulho de sua arte, embora ninguém além dele a apreciasse. Ele mostrava suas caricaturas aos editores do jornal do colégio, mas elas eram rejeitadas.Mesmo assim, ele sonhava em ser um artista. Depois do ensino médio, enviou amostras do seu trabalho aos Estúdios Walt Disney. Mais uma vez foi rejeitado. Mas Sparky não desistiu!  Ele decidiu escrever uma autobiografia em caricatura. A popularidade de sua sequência de caricaturas finalmente levou a inúmeros livros, programas de televisão e oportunidades de licenciamento. Sparky, veja bem, era Charles Schulz, criador da história em quadrinhos Snoopy, possivelmente o cartunista mais famoso de todos os tempos.

Assim como o seu personagem principal, Charlie Brown, Schulz parecia incapaz de ter êxito em muitas coisas, mas tirou o máximo de seu talento, recusou-se a desistir e terminou no topo! Agora é a sua vez, então vá e faça o mesmo. 

www.palavraparahoje.com.br

4 de out de 2010

Pensamento racional ou raciocínio bíblico?

“Porque os Meus pensamentos não são os vossos pensamentos… diz o Senhor.” Isaías 55:8

    Só porque você sempre acreditou em alguma coisa, isto não a torna verdadeira! Quando Deus lhe diz para tirar o velho e colocar o novo (Col 3:9-10), Ele está falando de expor as velhas formas de pensamento. Por quê? Porque a sinceridade não vai proteger você das consequências de ter julgado mal!

    Não seja apenas alguém que pensa racionalmente, torne-se alguém que usa o raciocínio bíblico. Eis alguns exemplos de pensamento racional: 
(1) “Deus não está fazendo nada a respeito, então eu preciso fazer”. O que está por trás disto? Medo e orgulho!! Paulo disse: “[Ele] faz todas as coisas conforme o conselho da Sua vontade” (Ef 1:11). Deus sabe o que está fazendo; Ele é bom demais para fazer algo mau, e sábio demais para fazer alguma tolice, então confie Nele – e não passe a frente Dele!
 (2) “A dor não passará até que me peçam perdão!” E se isso nunca acontecer? Perdoar é a chave para a cura interior e essa chave está na sua mão, e não na mão deles! (Mc 11:25). Você não pode tomar posse do seu futuro até que deixe o seu passado para trás! Perdoe-os – esqueça e siga em frente! 
(3) “Isto é mal de família, então não posso fazer nada a respeito”. Errado! “As coisas velhas já passaram, eis que tudo se fez novo” (2 Cor 5:17). O passado termina com você, e o futuro começa com você. Se Deus foi capaz de dar aos filhos de Israel os 400 anos de ‘salários atrasados’ que Faraó havia roubado deles, então Ele pode restaurar tudo o que o inimigo tomou de você, e da sua família antes de você. Ore assim hoje: “Senhor, alinha os meus pensamentos com os Teus”.

Leia Ez 34-36,Lc 22:1-13, Sl 78:56-64, Pv 20:25

www.palavraparahoje.com.br

Uma mensagem para você

“E nós… cremos no amor que Deus tem por nós…” – 1 João 4:16
“Eu o conheço antes do princípio dos tempos. Eu sei quantos cabelos há na sua cabeça. Tal pai, tal filho; você foi criado à Minha imagem. Tenho planos para você. Também lhe dei os ‘dons’ necessários para cumpri-los; e o que Eu dou, ninguém pode tirar. Mas não os negligencie; exercite-os, e faça-os arder diariamente.
A Minha Palavra com relação a você está estabelecida para sempre, e o Meu compromisso com você é eterno. Nesta vida você terá desafios, mas anime-se; roubei de Satanás o seu poder de controlar você e do mundo o seu poder para destruí-lo.
Quando estiver com problemas, lembre-se, estou presente para ajudá-lo. Dê-me os seus fardos e Eu o sustentarei.Quando você estiver estressado e esgotado pelas pressões da vida, confie em Mim. Eu serei a sua Rocha, a sua Fortaleza, o seu Libertador e a sua Força. Embora fracasse de tempos em tempos, você não será descartado, porque Eu o estou sustentando.

Mas uma palavra de advertência: não peça conselhos aos que são espiritualmente cegos e não ande com os céticos. Tenha prazer na Minha Palavra e, como um grande carvalho que cresce ao lado de um rio, você prosperará em tudo o que fizer.
“E nós conhecemos e cremos no amor que Deus tem por nós. Deus é amor, e aquele que permanece no amor permanece em Deus, e Deus nele” (1 João 4:16 NKJV).