22 de jul de 2010

O ressentimento...

O ressentimento ou amargura é o “veneno” que mais tem destruído vidas no mundo em que vivemos. Muitos dos problemas existentes a nossa volta como: desentendimento familiar, falta de unidade e harmonia entre cônjuges, pais e filhos, problemas de solidão, depressão, descontrole emocional, vários casos de enfermidades psicossomáticas e até loucura; podem ser conseqüências diretas da falta de perdão na vida de uma pessoa.


A liberdade que tanto se busca para uma vida plena e vitoriosa física, emocional e espiritual está diretamente condicionada a atitude de perdão incondicional e constante “e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores (Mateus 6:12)”.


Ressentimento é sentir novamente, tornar a viver uma ocorrência através das lembranças; magoar-se.


O ressentimento causa:


Separação de amigos e familiares

Problemas psíquicos

Enfermidades

Morte. Suicídio causado por depressão aguda ou desespero proveniente de profunda decepção.

Assassinato. Resultado de ódio e desejo de vingança.



O ressentimento na Igreja:


Impede a comunhão com Deus e o desenvolvimento de relacionamentos sadios entre irmãos.

Causa divisões entre famílias, membros que acabam se mudando para outras igrejas por não suportarem a presença dos “problemáticos”, como também a própria divisão da igreja. Muitas igrejas, congregações e denominações nasceram de problemas não resolvidos entre irmãos e entre lideranças.

Impede a graça de Deus nas nossas vidas (Hebreus 12:15).


Ressentimento é falta de perdão.


A importância do perdão:

É um requisito para se ser perdoado (Mateus 6:14-15; 11:25-26).
Traz libertação (Salmo 32:1-2).
Pessoas ‘’passam mal’’ ao encontrarem certas pessoas ou lembrar certas experiências negativas do passado.Elas tem problemas de enfermidades constantes; úlceras nervosas, etc. ..

Quando perdoamos, liberamos cura ao nosso corpo, à nossa alma e ao nosso espírito. Muitos destes problemas são causados por ressentimentos.

Perdoar traz proteção contra conflitos espirituais, emocionais e psicológicos:


Espírito perdoador. (Lucas 17:4; Efésios 4:32; Colossenses 3:13).Se mantivermos um espírito perdoador, não ficaremos abatidos quando feridos ou decepcionados com outras pessoas (super homem). (Mateus 10:28; Hebreus 10:30; Romanos 12:19)


Caracteristicas do perdão:


É um mandamento aos filhos de Deus (Mateus 18:21-22).

É universal.
O modelo é como o Senhor nos perdoa. Abrange todas as pessoas, de todas as raças, línguas e culturas (Lucas 23:34).

Algumas pessoas mantêm uma antipatia por determinadas culturas por causa da história ou algum filme que assistiu, ou ainda por causa de algum fato negativo envolvendo pessoas desta cultura ou nação, e acabam projetando esse sentimento de uma forma generalizada.

Tem que ser uma atitude constante
Independente da pessoa se arrepender ou não. (Provérbios 10:18; Mateus 18:23 a 35).
É uma escolha que fazemos e não uma emoção (Colossenses 3:13)

Uma das razões para a falta de poder nas nossas vidas e igreja é a falta de perdão, pois quebra a comunhão e impede o fluir de Deus (1João 1:7).

Uma atmosfera de santidade e pureza manifesta o poder de Deus. Pureza está vinculada a COMUNHÃO que mantemos uns com os outros, o que depende de mantermos um espírito perdoador. (1João 3:15)


EXEMPLO: “Fulano” para mim está morto!!! INDIFERENÇA !!! (1João 4:20; Romanos 12:18)


Como devemos perdoar?


Tomar a decisão de perdoar a pessoa (escolher) - (Marcos 11:25-26).

Depender da Graça de Deus e aceitá-la pela Fé - (1Pedro 1:13; 2Timóteo 2:1).
Voltar (ou começar) a fazer o melhor possível para a pessoa - (1Pedro 3:8-9).
Disciplinar os pensamentos não aceitando pensar negativamente contra a pessoa. (Filipenses 4:8-9).
Interceder pela pessoa e abençoá-la em oração. É impossível ter ressentimento contra alguém pelo qual oramos sempre. (Mateus 5:38-48).


Perdoar a quem?

AOS PAIS: É Comum que filhos guardem ressentimentos contra seus pais por causa de brutalidades, incompreensões, brigas entre os pais, sentimentos de rejeição, abusos físicos e sexuais, etc.


IRMÃOS, AMIGOS E CÔNJUGES: As maiores decepções e feridas emocionais são causadas pelas pessoas mais íntimas e próximas da gente.


AOS ‘’INIMIGOS’’: (Mateus 5:38-42; 1Pedro 2:21-23).


ÀS AUTORIDADES: (1Timoteo 2:12).


A SI MESMO: Muitas pessoas sofrem por causa de erros e/ou pecados no passado e não conseguem se perdoar ou aceitar o que aconteceu (Romanos 8:33-34).


Se sofremos por esta causa, a Graça de Deus não pode fluir através de nossas vidas...


O cristão precisa cultivar duas atitudes que são básicas no seu caminhar diário, para que a graça de Deus possa fluir constantemente na sua vida.


Ele precisa ser:


PERDOADOR E DOADOR.

Que o Senhor Deus nos abençoe e acrescente a cada dia a revelação da Sua Palavra às nossas vidas para que sejamos moldados à imagem de Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador.



Fonte:www.ejesus.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário