4 de dez de 2010

O que você está fazendo na caverna?

Por que ainda estás na caverna??? Sai, pois Deus quer falar contigo!!

 

I Reis 19:1-21
Mensagem Alento
PIB Fortaleza

Este texto impressiona....
O profeta depois de uma vida de tantos milagres, sendo o personagem ativo através de quem Deus manifestou o seu poder… está agora ali no fundo de uma caverna, deprimido, muito triste, até mesmo chegando a desejar a própria morte.
Não era um novato, alguém que Deus tinha acabado de chamar, mas um profeta experiente, mesmo assim… ele se esconde no fundo de uma caverna.
Você já viveu algo semelhante?

Já passou pela experiência de experimentar um profundo desânimo, apatia, falta de desejo de viver?
Já se sentiu como alguém sem valor, sensação de não ser amado, de que ninguém se interessa por você ou entende a dimensão de seu sofrimento, diminuição do interesse nos problemas dos outros…?
Se você está experimentando estes sentimentos você está dentro da caverna: caverna da depressão.

O que ocorre com uma pessoa para que ela chegue a este ponto?
Fatores físicos. Depressão é combatida com remédios apropriados.
Fatores emocionais. Tristeza pela perda de uma pessoa querida, morte, etc.
- fim de um relacionamento amoroso: namoro/casamento (quando existe uma grande paixão é desesperador)
Fatores espirituais – um ataque direto de Satanás, uma decepção, um esfriamento na fé que não é alimentada… dentre outros fatores.
Tudo isso pode nos levar para dentro de uma caverna.
Será que é possível evitar completamente que este sentimento chegue ao nosso coração?

Creio que não. Mas, não precisamos ficar como que prisioneiros dentro de uma caverna… Ninguém está condenado a ficar lá dentro...

O que você pode fazer se estiver dentro da caverna ou entrando nela?

1. Admita que você é como ser humano um candidato natural a “entrar na caverna”.
Deus não usa apenas pessoas bem centradas, estruturadas, que estão sempre “pra cima”.
As tristezas fazem parte de nossa experiência como seres humanos.
As variações de humor são, até certo ponto, normais.
Nem todos os dias são iguais.
Vivemos experiências que nos levam nas montanhas, dias de alegria e felicidade e dias em que passamos por vales profundos…
Há um cântico antigo que tem uma grande heresia
“Quem tem Jesus gosta de cantar, vive sempre sorrindo, mesmo quando não dá…”
Cantei isso acreditando… no começo da adolescência… depois aprendi que a vida não é assim.
Elias foi um homem usado por Deus de forma muito especial: milagres extraordinários: azeite da botija, ressurreição de um menino, confronto com os profetas de Baal…
Mesmo depois de muitos anos de ministério… entrou na caverna da depressão.
Tem gente que está dentro da caverna, mas não admite que entrou lá. Se alguém perguntar, você está aí dentro, fica quietinho chega na porta e dá um tchauzinho como quem diz: tá tudo bem, não se preocupe.

2. Desabafe com Deus os seus verdadeiros sentimentos. (v. 3 e 4).
Orou pedindo a morte.
Depois Deus dá a oportunidade ao profeta dele falar sobre o que estava no seu coração quando pergunta: “O que você está fazendo aí na caverna?”
Ele tem a oportunidade de expressar os seus sentimentos e descarregar suas frustrações.
Deus está interessado nas coisas que nos levam para baixo. Ele não fica nos condenando, mas nos dá a oportunidade de falar francamente sobre o que estamos sentindo…

3. Receba a ajuda que Deus oferece a você nestes momentos de crise.
Deus conhecia o coração de Elias. Deus ouviu o clamor do profeta (v. 4)
Deus envia o seu anjo.
Deus permite que ele durma e renove as suas forças.
Envia o seu anjo.
Restaura as suas forças físicas…
Deus não faz um sermão. Nenhum relâmpago no céu: “Veja só o seu estado. Levante-se seu ingrato inútil. Fique em pé. Rápido. De volta ao trabalho!”
Acalme-se meu filho, relaxe. Faz tempo que você não tem uma refeição adequada.
A fadiga pode levá-lo a todo tipo de estranhas alucinações. Tenho muita pena de quem não tira férias. Precisamos renovar as nossas forças…
Que recursos Deus lhe proporciona e você tem usado para o seu fortalecimento psicológico, físico e espiritual.
O desgaste físico e psicológico também afeta sua vida espiritual. Usufrua a ajuda que Deus lhe oferece.
Muitas vezes uma parada, um descanso, uma boa noite de sono, uma refeição saborosa vai ajudá-lo grandemente, especialmente se o seu desgaste físico foi intenso…

4. Considere as circunstâncias que o levaram para dentro da caverna.
Uma das coisas que aprendi pela experiência e quando estudei este texto há muitos anos atrás é que, por incrível que pareça, depois de uma grande vitória estamos sujeitos a uma espécie de “coice emocional”.
O êxito não é um escudo contra a depressão. Muitas vezes é a porta de entrada para a caverna. No momento em que somos bem sucedidos, nos tornamos mais vulneráveis.
Alguém chegou a dizer: “Nada mais decepcionante do que haver atingido uma meta”.
A grande vitória no capítulo anterior – contra os profetas de Baal.
Grande vitória nos esgota fisicamente e emocionalmente.
Nem sempre será uma grande vitória o fator que o leva a entrar na caverna. Esta é uma das portas, mas não é a única.
Por que estou aqui? É isto que Deus pergunta? O que você está fazendo aqui, Elias?

5. Ouça o que Deus está dizendo e procure pensar de modo claro e realista.
Uma visão deturpada da situação: que não considerou a origem de sua ameaça.
Ameaça não viera de Deus. Feita por um ser humano carnal e ímpio.
Enfrentou 450 profetas e com medo de uma mulher… (Se bem que tem mulher que atemoriza mais alguns homens do que um exército inteiro).
“Filho quando uma mula lhe der um coice não fique chateado. Apenas considere quem fez isso.” Quando você for chutado por uma pessoa, considere quem fez isso.
Ele tem uma idéia errada acerca de si mesmo. Ele se enche de comiseração.
Somente eu estou sendo fiel ao Senhor… Sou o único que sobrou…
É horrível quando você se sente o “ultimo dos mocainos”.
Somente eu me esforço, somente eu estou me desgastando, somente eu estou procurando fazer a minha parte… todos os demais irmãos não estão nem aí, somente eu procurando ser fiel…
Ele bate nesta tecla várias vezes: v. 10, v. 14
Você está equivocado: v. 18 – Sete mil que não se dobraram a Baal, estão sendo fiéis como você Elias…
Não pense que você é o único, há muita gente que leva Deus a sério, procurando agradar a Deus, correndo riscos, se sacrificando até para fazer a vontade de Deus… Enfrentando problemas, ameaças e desafios semelhantes ao que você enfrenta. Muitas vezes no auge da depressão pensamos: somente eu estou passando por isso…
O foco do pensamento de Elias estava errado: pensava em Jezabel, quando deveria pensar em Deus e no seu poder.
6. Adquira uma nova consciência da presença de Deus.

Quando estamos na caverna Deus nos convida para revelar-se a nós de uma nova maneira.
Elias levante-se, saia da caverna. Fique na luz. Fique diante de mim naquele monte. Esqueça Jezabel e olhe para mim.
Há manifestações extraordinárias: vento, terremoto, fogo… mas não percebe nisso a presença de Deus.
Muitas vezes não se manifesta através de coisas espantosas… de barulho, de um milagre, de algo que produz um grande impacto.
Pessoas que acham que Deus só si manifesta assim: se o culto não for barulhento, se não cair um para um lado e outro para outro lado, se a casa não tremer… Deus não está ali. Se eu não sentir um arrepio, um calafrio espiritual… Não serve…
Deus veio através de uma brisa suave… Que coisa maravilhosa.
Algumas vezes Deus vai falar ao seu coração lá no seu quarto, você e Deus sozinho, sem nenhum outro aparato. Deus vai falar a você em um culto solene… Deus vai falar a você através da voz doce de uma criança…
Você precisa estar atento… para sentir a presença de Deus.
Na depressão nem sempre é o alarde que vai resolver. Uma música suave, um telefonema de um amigo, uma oração, um murmúrio de uma brisa suave.

7. Não permaneça aí na caverna. Agora é hora de voltar ao trabalho!
Depois da manifestação da presença de Deus
Deus deu a Elias uma nova missão.
Há o tempo do descanso e o tempo do trabalho.
Deixe de auto comiseração e seja profeta. Vai e unge três homens. Um dos três será Eliseu o seu sucessor.
O retorno ao serviço ativo era necessário agora, para que ele esquecesse um pouco a si mesmo.
Continuo contando com você para que os meus propósitos se cumpram…
8. Desfrute da companhia do amigo que Deus está providenciando para você.
Deus o alimentou, providenciou refrigério, deu sábios conselhos, oportunidade de falar sobre seus sentimentos, procurou corrigir sua percepção errada da realidade, lhe deu uma nova missão.
Deu a ele não apenas um sucessor, mas um amigo, alguém que amava Elias e o compreendia suficientemente bem para servi-lo e encorajá-lo.
Deus não nos criou para vivermos como ermitões numa caverna. Ele nos fez para vivermos em comunhão, amizade e comunidade uns com os outros.
Todos precisamos de companheiros de caminhada. Você tem desenvolvido relacionamentos significativos? Tem caminhado com pessoas que são verdadeiros amigos?

Conclusão
Deus nos usa em nossas fraquezas, com nossas oscilações.
Mesmo depois de grandes vitórias estamos sujeitos a experimentar tremendas e inexplicáveis fraquezas.
Não precisamos nos ver como únicos, imprescindíveis, e nos encher de autocomiseração.
Não precisamos ficar dentro da caverna.
Receba o copo de água, o alimento, o descanso que Deus providencia através de seus anjos (pessoas e circunstâncias).
Não abra mão de conhecer mais profundamente a Deus, o Deus que se revela não apenas em atos espetaculares, mas fala silenciosa e suavemente ao coração.
Peça a Deus que o ajude a ter uma percepção certa da realidade…
Saia da caverna e volte a cumprir a sua missão, contando com o apoio dos amigos que Deus está colocando perto de você.
O que você está fazendo dentro da caverna? Deus pergunta. Reflita, Desabafe. Converse com Ele e siga a orientação que Ele lhe der…
Fonte: www.pibfortaleza.com.br
Estas palavras me ajudaram muito e ajudarão você! Creia, Deus sabe de todas as coisas! Nada foge do seu controle e além do mais, Ele é Fiel e nos ama com amor incondicional!

Nenhum comentário:

Postar um comentário